Analistas estimam queda nos juros para 2009

12 de janeiro de 2009

O mercado financeiro reduziu para 11,75% a expectativa da taxa de juros Selic para o final deste ano, contra a estimativa de 12% divulgada na última segunda-feira (5) pelo Banco Central. A previsão para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), permaneceu em 5% para 2009, enquanto há quatro semanas os analistas financeiros consultados pelo BC previam 5,2%.

O mercado prevê uma elevação de 5,09% neste ano para os preços administrados (tarifas fixadas pelo governo para os serviços realizados por concessão), contra previsão de 5,1% feita há uma semana e de 5,3% há um mês.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) medido pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica de São Paulo (FIPE) deverá ficar em 4,55% neste ano, contra a previsão de 4,72% feita na semana passada e de 4,77% há quatro semanas.

O crescimento da economia em 2009 ficará em 2%, segundo a pesquisa divulgada hoje (12) pelo boletim Focus, do Banco Central. No boletim anterior, da última segunda feira o mercado estimava a elevação do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano em 2,4% enquanto no mês passado a previsão era de 2,5%.

O crescimento da produção industrial foi estimado para este ano em 2,5% pelos analistas, contra previsão anterior de que ficaria em 2,7% e há quatro semanas em 3%. Os analistas das principais instituições financeiras do país, consultados pelo BC prevêem que o dólar fechará o ano a R$ 2,30, enquanto na semana passada o valor era estimado em R$ 2,25.

Agência Brasil – Lourenço Canuto