Governo concluiu no ano passado 215 obras de saneamento incluídas no PAC 2

7 de março de 2012

O eixo Cidade Melhor da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) concluiu, em 2011, 215 obras de saneamento no país, além de 13 obras de drenagem de áreas de risco, totalizando R$ 109,4 bilhões em investimentos.

De acordo com balanço divulgado nesta quarta, 7, a segunda etapa do PAC selecionou R$ 9,9 bilhões para empreendimentos de saneamento, incluindo esgotamento sanitário e saneamento integrado, sendo que R$ 6,4 bilhões já foram contratados.

Também em 2011, o programa selecionou projetos de metrô em Belo Horizonte, Salvador, Curitiba, Porto Alegre e Fortaleza, além do novo sistema de transporte de Recife e região metropolitana. O total de investimentos nesse setor é R$ 11 bilhões.

No que se refere à prevenção em áreas de risco, foram selecionados empreendimentos de drenagem no valor de R$ 4,2 bilhões. Desses, R$ 3,6 bilhões já foram contratados e devem beneficiar 68 municípios em 17 estados. A prioridade, segundo o relatório divulgado pelo governo, serão cidades atingidas por fortes chuvas nos últimos anos, como Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis, no Rio de Janeiro.

O PAC 2 também destinou R$ 1 bilhão para obras de contenção de encostas. Em 2011, foram selecionados R$ 608,3 milhões para prevenção de deslizamentos. O valor será aplicado em 122 empreendimentos, beneficiando 66 municípios em cinco estados.

Agência Brasil – Paula Laboissière e Pedro Peduzzi