Planilha para controle de gastos pessoais

27 de maio de 2008

Controlar adequadamente nossos gastos pessoais é fator fundamental para uma vida tranquila e próspera.

Mas o que todos se perguntam é: como fazer esse milagre? Afinal, é difícil atravessar o mês sem entrar no cheque especial ou se auto financiar através do cartão de crédito.

Qual a receita?

Aqui vamos dar algumas dicas importantes:

1. Gaste menos do que você ganha. Todos falam isso: nossos avós, nossos pais, os economistas, ou seja, muita gente. Você estar pensando… Prof. Celso, falar é fácil, difícil é por em prática. Não falei que seria simples, mas vamos lá: você sabe quanto gasta mensalmente e em quê? Você sabe como suas despesas se comportaram esse ano? Onde você consome a maior parte de sua renda? Quanto você já pagou de juros esse ano? Veja a dica 2. Ela lhe ajudará a começar a organizar sua vida financeira.

2. Documente tudo! Isso mesmo, formalize o que acontece com as suas finanças. Vale usar um caderno, bloquinho. Mas que tal uma boa planilha, hein? Separar as contas por tipo, controlar suas despesas, suas receitas, enfim, ter um histórico completo do que você ganha, do que você gasta e como gasta. Ah, tome cuidado. Não adianta se empolgar, começar a fazer e parar no meio do caminho. Seu controle para ser efetivo deve estar sempre atualizado. Temos uma planilha excelente disponível para download em:
http://www.oeconomista.com.br/planilha-para-controle-das-financas-pessoais/

3. Avalie suas despesas. Verifique se tudo que você gasta realmente é necessário. Para os que estão endividados é necessário cortar o que é menos importante. Se você já documentou tudo através da planilha poderá observar o que deve ser mantido e o que você terá que cortar para resolver seus problemas.

4. Seja disciplinado. Disciplina é condição fundamental para o sucesso financeiro de qualquer pessoa. Disciplina para gastar somente o necessário. Disciplina para poupar. Disciplina para pagar contas atrasadas. Alimente esta qualidade em você.

5. Poupar para ganhar! Você já pensou em guardar um pouquinho daquilo que você ganha todo mês? Este é um bom hábito que pode lhe ajudar muito. Vale poupança, previdência privada ou qualquer outro investimento que lhe agrade. Você deve estar pensando… o Prof. Celso é um daqueles economistas chatos que não quer ver ninguém feliz e só pensa em guardar dinheiro. Não é bem assim. Vamos aos fatos: guardar um pouquinho agora pode significar bastante dinheiro no futuro. E esse dinheiro pode ser poupado com vários objetivos:
- Ter uma reserva de segurança em situações de emergência;
- Aposentadoria;
- Uma viagem;
- O carro novo;
- A faculdade do filho;
- Entre tantas outras coisas.
Faça o teste. Se você possui dívidas deve resolvê-las. Mas se você já as resolveu, que tal determinar um valor ou percentual de seu salário para um investimento? Como eu já falei, basta ser disciplinado.

6. Estou endividado. Se você já documentou sua situação é hora de montar as estratégias para resolver seus problemas.

Espero que essas dicas sejam úteis.

Um abraço e até o próximo post,

Prof. Celso Ricardo