imposto de renda

A Receita Federal liberou a consulta do lote de restituição do Imposto de Renda referentes aos exercícios de 2008 a 2016.

O crédito para 156.307 contribuintes será realizado no dia 15 de março, totalizando o valor de R$ 281.471.374,67. Do monante, R$ 83.689.576,62 referem-se ao quantitativo de contribuintes contribuintes idosos, com alguma deficiência ou doença grave.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele é possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Está valendo também o prazo para a entregar a declaração do IR de 2016, que vai de 2 de março a 28 de abril. A expectativa é de que o órgão receba 28,3 milhões de declarações.

Entre as inovações está a atualização automática do programa gerador de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física – PGD IRPF. Agora é possível atualizar a versão do aplicativo, sem a necessidade de baixar o programa. A atualização poderá ser feita automaticamente ao abrir o PGD IRPF 2017 ou pelo declarante, por meio do menu – ferramentas – verificar atualizações.

Comentários

Saiba mais sobre e-learning