balança comercial

O Brasil registrou saldo positivo de US$ 6,1 bilhões da balança comercial em abril, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Para chegar a esse resultado, o país exportou US$ 19,9 bilhões e importou US$ 13,8 bilhões. O número, no entanto, é 11,8% menor em relação ao resultado positivo de US$ 6,963 bilhões em abril de 2017.

O resultado das vendas externas do período foi formado por US$ 10,2 bilhões de produtos básicos, US$ 6,8 bilhões de manufaturados e US$ 2,4 bilhões de semimanufaturados.

Ainda no mês passado, as vendas que mais cresceram foram as de motores e geradores elétricos (67,4%), óleos combustíveis (57,3%), suco de laranja não congelado (44,1%), tratores (39,6%), motores para veículos e partes (25,7%), máquinas para terraplanagem (22,4%) e autopeças (6,5%).

No grupo de produtos básicos, destacaram-se as exportações de bovinos vivos (178%), petróleo em bruto (60,0%), fumo em folhas (54,3%), minério de cobre (12,7%) e farelo de soja (12%).

O Brasil também conseguiu ampliar as vendas para algumas regiões. Na América Central e Caribe, o aumento foi de 10%, resultado influenciado principalmente por petróleo em bruto, óleos combustíveis, arroz em grão, semimanufaturados de ferro e aço, celulose, chassis com motor, carne de frango e outros.

Os produtos brasileiros também registraram bom desempenho no Mercosul, com alta de 7,6% nas exportações. Somente na Argentina houve aumento de 4,6%. Para a União Europeia, as vendas cresceram 6,7%.

O desempenho do país, no acumulado de janeiro a abril, também é positivo. Apenas nos primeiros quatro meses do ano, as exportações superaram as importações em pouco mais de US$ 20 bilhões. Em 12 meses, o saldo da balança comercial está positivo em US$ 65,7 bilhões, cifra 17,8% maior que a registrada no período anterior.

Foto: Agência Brasil

Comentários

Aprenda a organizar suas finanças, entenda mais de economia para fazer seu dinheiro render e conheça investimentos para incrementar sua renda