copa do mundo

Faltando menos de um mês para a Copa do Mundo, a estimativa de impacto do evento no faturamento do comércio brasileiro é de R$ 1,51 bilhão, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Se a previsão se confirmar, o valor será 7,9% maior que da última do Copa do Mundo, quando o varejo nacional contabilizou um faturamento extra de R$ 1,39 bilhão.

Somente o setor de eletroeletrônicos, em que se concentram as vendas de televisores, deve ser responsável por praticamente metade do faturamento, seguido em importância pelas vendas de artigos de vestuário esportivo.

A expectativa é de que os importados voltem às prateleiras, sobretudo os televisores, cuja importação cresceu 59% nos seis últimos meses, totalizando 5,5 milhões de aparelhos, contra 3,4 milhões verificados no mesmo período do ano passado.

Geograficamente, 12 estados concentrarão 86% da receita gerada, sendo, naturalmente, São Paulo (34,7%), Rio de Janeiro (8,5%) e Minas Gerais (8,3%) aqueles cujo impacto tende a ser mais significativo. Entretanto, quando comparado ao Mundial de 2014, as maiores taxas de crescimento deverão ser verificadas em Santa Catarina (24,8%) e no Rio Grande do Sul (20,9%).

Foto: Ricardo Stuckert/CBF

Comentários

Melhore sua saúde financeira e tenha uma vida melhor