empregos formais

Com 1.141.850 admissões e 1.081.994 desligamentos, o Brasil registrou saldo positivo de empregos formais em abril, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O crescimento foi de 59.856 postos de trabalho, equivalente a uma variação positiva de 0,16% em relação ao estoque do mês anterior.

Sete dos oito setores de atividade econômica apresentaram crescimento no nível de emprego. Os destaques foram Serviços (24.712 postos), Agricultura (14.648 postos), Indústria de Transformação (13.689 postos) e Comércio (5.327 postos). A Construção Civil, mesmo apresentando saldos negativos (-1.760 postos), teve desempenho bem melhor do que o de abril do ano anterior (-16.036 postos).

No setor de Serviços, a expansão de abril foi de 24.712, o que representou uma reversão da tendência verificada em abril de 2016, quando o saldo foi negativo (-9.937). O crescimento na Agricultura em abril de 2017 (14.648) seguiu a tendência de maior crescimento quando comparada ao mesmo mês do ano anterior (+8.051). Na Indústria de Transformação, também houve expansão de vagas (13.689). No mesmo mês do ano passado, houve retração (-15.982).

O setor do Comércio (5.327) teve desempenho muito superior ao de abril de 2016 (-30.507). A expansão ocorreu no segmento Varejista (6.588 postos). O setor Atacadista teve saldo negativo (-1.261 postos), concentrado no segmento do Comércio Atacadista de Soja (-1.238 postos) e Comércio de Animais Vivos, Alimentos para Animais e Matérias-Primas Agrícolas, Exceto Café e Soja (-1.084 postos).

No recorte geográfico, três regiões apresentaram crescimento do nível de emprego em abril: Sudeste (+46.039 postos em abril de 2017 contra -23.985 em abril de 2016; Centro-Oeste (+10.538 postos em abril de 2017 +4.186 em abril de 2016) e Sul (+5.537 postos em abril de 2017 contra -11.318 em abril de 2016. Em contrapartida, as regiões Norte e Nordeste apresentaram retrações (-1.139 postos em abril de 2017 contra -5.735 em abril de 2016 e -1.119 em abril de 2017 contra -25.992 em abril de 2016, respectivamente).

Entre as 27 unidades da federação, destacaram-se com resultados positivos São Paulo (+30.227 postos), Minas Gerais (+14.818 postos), Bahia (+7.192 postos), Goiás (+7.170 postos), Paraná (+6.742 postos).

Comentários

Saiba mais sobre e-learning