máquinas e equipamentos

A produção industrial brasileira cresceu 4% em maio deste ano na comparação com o mesmo mês do ano passado, na série com ajuste sazonal. O efeito positivo foi sentido em 10 dos 14 locais pesquisados pelo IBGE. Os estados que tiveram os melhores resultados foram o Ceará (5,9%), Bahia (3,6%) e Pará (3,1%). O instituto ressalta, porém, que maio de 2017 teve um dia útil a mais em relação a 2016, o que contribuiu para o resultado. Sobre abril, o avanço é de 0,8%.

Os números são os melhores em sete anos, na comparação anual. Desde 2010, quando o setor cresceu 14,3% frente a maio de 2009, que os indicadores não eram tão positivos. Ante abril, o resultado foi o melhor para o mês em seis anos: em 2011 a indústria avançou 2,7% de um mês para outro.

O balanço de maio a maio foi negativo principalmente para o Amazonas (-3,6%), que verificou a queda mais acentuada, seguido pelo Espírito Santo (-1,9%), Rio de Janeiro (-1,6%) e Minas Gerais (-0,2%).

Acumulado do ano

De janeiro a maio deste ano o setor acumula avanço de 0,5%. Ao menos 10 dos 15 locais pesquisados tiveram números positivos, com destaque para Rio de Janeiro (4,6%), Santa Catarina (4,3%), Espírito Santo (3,4%) e Paraná (3,1%).

Bahia (-6,6%) teve o maior recuo no período, seguido por Região Nordeste (-1,6%), Mato Grosso (-1,4%), São Paulo (-0,6%) e Ceará (-0,2%).

Comentários

Aprenda a organizar suas finanças, entenda mais de economia para fazer seu dinheiro render e conheça investimentos para incrementar sua renda