5G

A intenção de consumo no Dia dos Pais deste ano aumentou em relação ao ano passado. O percentual de consumidores que pretendem ir às compras para esta data passou de 49% para 57%, segundo pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Em média, os brasileiros devem gastar R$ 125, gerando um movimento financeiro de R$ 10,7 bilhões no período. Os itens mais apontados na intenção de compra dos consumidores são roupas (40%), perfumes e cosméticos (16%), calçados (16%), acessórios de vestimenta (14%), vale-presentes (4%) e comemorações em restaurantes (4%).

A maioria dos consumidores ouvidos (75%) apontou que pretende pagar à vista – desses, 66% em dinheiro e 9% no cartão de débito. Outros 16% afirmaram que devem usar o cartão de crédito. Entre os que consideram parcelar a compra, a média é de três prestações

Movimento das lojas virtuais no Dia dos Pais

Somente no e-commerce, o aumento nas vendas deve ser de 10% no Dia dos Pais. Segundo a Ebit, consultoria de informações sobre comércio eletrônico, a expectativa é de alcançar um faturamento de R$ 1,94 bilhão.

O número de pedidos deve crescer 11% na comparação com o ano passado, chegando a 4,5 milhões de ordens de compra. O valor médio desembolsado pelos consumidores deve permanecer praticamente estável, em R$ 438.

O Dia dos Pais, de acordo com a Ebit, é a primeira data importante para o varejo eletrônico no segundo semestre. Apesar de ter um volume menor de vendas do que o de outras datas, como Dia das Crianças, Natal e Black Friday, é considerada um termômetro para o resto do ano.

“O e-commerce vem sustentando, ao longo de 2017, um crescimento de dois dígitos. Os números estão dentro da estimativa da Ebit, que prevê crescimento de 12% para o setor neste ano”, afirmou o diretor executivo, Pedro Guasti.

De acordo com o monitoramento Ebit, celulares e smartphones, livros e calçados deverão ser os itens mais comprados no comércio eletrônico como presente para os pais.

 

Comentários

Saiba mais sobre e-learning